Yucatán, além da capital

Yucatán é um estado que mesmo tendo inúmeras riquezas naturais como a extração de sal e produção de açúcar, vive majoritariamente do turismo. Isso se explica por alguns fatores, como os mais de trezentos quilômetros de costa cristalina do golfo do México, ou, pelos mais de 1600 sítios arqueológicos, ou então pelas cidades coloniais de Mérida, Izamal e Valladoid. Motivos não faltam para você estender a sua estadia no México e sair das já velhas conhecidas dos brasileiros Cancun, Playa del Carmen e Tulum.

Vamos apresentar seis motivos que vão te fazer querer visitar este pedaço do paraíso em suas próximas férias:

– Hotéis fazenda de luxo: são o cenário ideal para uma escapada romântica, para um casamento diferente ou somente para fugir do óbvio. Exemplos incríveis são a Hacienda Temozon com uma piscina super fotogênica e quartos que são verdadeiros oásis. Outro belo exemplar é a Hacienda Xcanatun, conhecida também como casa de pedra, que funciona como restaurante e hotel.
As opções são muitas quando o assunto são essas fazendas, mas cada uma tem seu charme e localização estratégica para caberem no seu roteiro.

Cenotes: são cavidades naturais que eram usadas para sacrifícios maias e tem conotação religiosa. Na região de Yucatan existem milhares e cada um tem suas especificidades, os fechados, os ao ar livre, os com cavernas e os próprios para mergulhos profundos. Difícil escolher seu favorito!

-Chablé: este resort está localizado a apenas trinta minutos de Mérida e atrai muitos turistas europeus. Os motivos começam nas premiações que vão desde “melhor hotel do mundo” na categoria design e arquitetura no Prix de Versailles em 2017 até a famosa lista da Conde Nast Traveler de melhores novos hotéis a serem visitados.
Prêmio nenhum te prepara para a experiência no spa da propriedade, um espetáculo a parte, construído dentro de um cenote, com tratamentos baseados nos elementos e na forte espiritualidade maia. Daqueles lugares que tem que conhecer!

Chichen Itza e Uxmal: com mais de 1600 sítios arqueológicos, fica difícil escolher qual vale mais a pena visitar. Chichen é de longe a mais conhecida e a mais visitada; seu estado de conservação é impecável e os tours saem diariamente da Riviera Maya e de Mérida para conhecer esta cidade tão importante na época do império maia. O passeio vale a pena, mas não se esqueça de tomar muita água e conhecer o lindo cenote de Ik Kil ao lado da
pirâmide.
Menos conhecida, mas igualmente impressionante e suntuosa, a área arqueológica de Uxmal é uma das únicas da região onde você pode de fato subir em uma das pirâmides, tendo assim uma visão panorâmica e única do entorno. De noite, o espetáculo Luzes y Sonidos atrai muitos turistas que querem conhecer a história do lugar através de show de luzes.

-Praias frequentadas somente por mexicanos e a ilha de Holbox: A costa yucateca é linda, com praias de águas tranquilas e cristalinas. Próximo a capital, o porto de Progreso se transformou em destino de férias dos locais e ponto de parada de cruzeiros turísticos. Os principais restaurantes de Mérida migram para a praia no verão e fazem do lugar um agito, principalmente, de quinta a domingo. Alguns hotéis são encontrados por lá, mas majoritariamente as casas para temporada ou cabanas em Sancrisanto podem ser alugadas pelo fim de semana ou mês inteiro.
Holbox é uma ilha de natureza quase intocada e de um por do sol inesquecível, vale a esticada ate o ponto mais ao norte da Península para conhecer mais um dos paraísos mexicanos.

Izamal: E por último, mas não menos importante, a cidade amarela desponta com muita cultura e tradição, começando pelas três religiões presentes na cidade e seus monumentos, além claro de cenotes, fazendas lindas e áreas arqueológicas maias. Já te convencemos?

 

Comments

comments

Maria Alice & Rafael
hello@fastencitybelt.com.br

Um casal apaixonado pela aventura de ver o mundo com outros olhos, fotografar por outros ângulos e passear por lugares óbvios em busca do incomum. A ideia do site nasceu da união da profissão do Rafael como fotógrafo e das oportunidades de viagem que os estudos da Maria Alice proporcionaram, somado as viagens que sempre fizemos como hobby.