Daytrip de Paris para Versailles, França

Se você vai a Paris essa Daytrip é praticamente obrigatória. Versailles é considerada a antiga capital não oficial da França e fica a apenas 30 km a partir de Paris. Uma pitoresca pequena cidade onde se situa o secular e luxuoso “Chateau de Versailles”, palácio que foi a residência oficial dos reis e rainhas da França no passado.

Existem duas fáceis maneiras de se chegar a Versailles e ao palácio. Você pode ir de metro através da linha RER C5.  Descer na parada “Versailles Rive Gauche”, que é a estação mais próxima do castelo. A linha do RER C passa por várias estações em Paris: Saint Michel – Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma, Champs de Mars Tour Eiffel. Ou se preferir pode ir de ônibus de turismo. Recomendo a empresa Paris City Vision. Você pega o ônibus confortável no centro de Paris (2 rue des Pyramides, 75001) e ele te leva até a porta do Palácio de Versailles. (49 euros por pessoa, que inclui o translado, o bilhete do castelo e o áudio-guia).

Tratada 3

O palácio pode ser dividido em três partes para sua visitação. O “Chateau” (elemento principal), o “Grand Trianon” e o “Domaine de Marie Antoinette” (elementos nos fundos dos jardins). O “Chateau” considerado Patrimônio Mundial da Humanidade, é um dos projetos arquitetônicos franceses mais bonito do século XVII. Visite os grandes apartamentos do rei e da rainha, a Capela Real, a galeria das Batalhas, os apartamentos das Damas e a galeria de História do “Chateau”. Porém, a sala dos Espelhos, “Galerie des Glaces”, o parte mais esperada por todos. Louis XIV construiu esta sala (que tem sozinha o tamanho de 6 cômodos comuns do palácio) para imortalizar a sua glória. Para os amantes de História Mundial, foi nessa sala que foi assinada a rendição da Alemanha à Primeira Guerra Mundial no chamado Tratado de Versailles.

Tratada 2

O “Grand Trianon” é um conjunto menor porem de arquitetura italiana refinada e proporções elegantes, cercado por belos jardins. Trata-se de um pequeno palácio de mármore rosa, construído para de servir de refúgio à família real francesa. E por fim o “Domaine de Marie Antoinette” é composto pelo “Petit Trianon”, os jardins da rainha e o Hameau, que seria uma réplica de uma pequena fazenda. Estes locais permitiram que Maria Antonieta se afastasse da corte e vivesse em um ambiente campestre. Existe um trenzinho que transporta os visitantes entre o “Chateau” e as construções adjacentes além do jardim. Para aqueles que querem explorar os 20 jardins de Versailles, a entrada é gratuita. Mas você pode também alugar um carrinho elétrico (32 euros por hora), que te auxilia na visita aos jardins e também te leva às construções adjacentes.

Tratada 4

Você pode almoçar em um dos restaurantes do parque do Palácio de Versailles, que são o “La Flotille” e o “La Petite Venise” ou ainda fazer lanche rápido no “Grand Café d’Orleans Venise”, além da opção de quiosques vendendo refeições rápidas. Você ainda pode desfrutar de concertos e espetáculos que o museu oferece durante o ano todo, dentre apresentações de balés, orquestras e fogos de artifício. Muitos deles acontecem na “Opéra Royal de Versailles” e outros na área externa dos jardins. Os fogos de artifício do verão acompanhados por música clássica são os mais esperados pelos turistas. Acontecem em Junho e Julho (ver programação no site oficial), e o você pode assisti-los de um lugar reservado na arquibancada, que inclui CD do espetáculo e uma taça de champagne.

Tratada

Os tickets são divididos em “Le Passaport” (18 euros com acesso à todos os prédios), “Billet Chateau” (15 euros) e “Billet Château Grand Trianon et Domaine de Marie Antoinette” (10 euros). Compre seus tickets com antecedência no site oficial, pois na bilheteria do Palácio de Versailles costumam formar filas enormes, o que atrapalha sua visita.  Uma dica boa é organizar sua visita de maneira que você evite as multidões e consiga ver tudo com calma. O percurso ideal é começar pelos jardins e o parque das 9h até 12h, seguir para o “Grand Trianon” e o “Domaine de Marie Antoinette” das 12h às 15h e deixar para o final o interior do “Chateau” do Palácio de Versailles. Desse modo você poderá aproveitar das maravilhas de todo o Palácio de Versailles com tranquilidade. Lembrando que o museu fecha às segundas feiras e tem entrada gratuita aos primeiros domingos dos meses de novembro à março.

Após essa maravilhosa visita, retorne a Paris pelo mesmo metro ou ônibus contratado, e leve consigo na memória a beleza dos detalhes do Palácio de Versailles e sua rica e encantadora história.

 

Texto e fotos by Victor Flosi

Comments

comments

Maria Alice & Rafael
hello@fastencitybelt.com.br

Um casal apaixonado pela aventura de ver o mundo com outros olhos, fotografar por outros ângulos e passear por lugares óbvios em busca do incomum. A ideia do site nasceu da união da profissão do Rafael como fotógrafo e das oportunidades de viagem que os estudos da Maria Alice proporcionaram, somado as viagens que sempre fizemos como hobby.