Córdoba

Como falar do sul da Espanha sem mencionar as flores e as laranjeiras? Ficamos absolutamente encantados com a cidade de Córdoba e as árvores lotadas de frutos da laranja colorindo as ruas de pedra, o pátio de seu principal ponto turístico, a famosa Mesquita-Catedral, e as flores, quantas flores encontramos na cidade!

A cidade nos remeteu à pitoresca e vibrante Cartagena de Índias na Colômbia, que vistamos no ano passado, mas na Espanha ela veio recheada de influência árabe, com uma culinária deliciosa e com muitas lojinhas de artesanato, principalmente de coloridas cerâmica.Mas vamos começar do começo! Córdoba foi o segundo destino depois de Madri e chegamos ali de trem rápido da RENFE (link). Este é somente um dos meios de transporte possíveis para se locomover na Espanha ou na Europa em geral, faremos um post depois completinho contando como economizar, os passes existentes e as famosas e queridinhas cia aéreas low cost que podem caber direitinho no seu orçamento.

Nos hospedamos no super bem localizado hotel Eurostars Maimonides (reserve aqui), achamos essa rede de hotéis muito boa, com preço justo, ótimo café da manhã ( muita variedade, produtos frescos e chá de hortelã igual ao que tomamos em Marrakech) e bons amenities. O hotel está localizado literalmente em frente a Catedral-Mesquita de Córdoba e você consegue conhecer absolutamente tudo na cidade caminhando. Esta rede tem diversos hotéis, até mesmo um segundo na cidade mesmo, alguns metros do que escolhemos.Visitamos o sul da Espanha em fevereiro e esta não é exatamente a época mais cheia e quase nenhuma atração estava com filas, exceto em Barcelona onde “não existe” baixa temporada. Em todo casa, para evitar qualquer possível transtorno recomendamos que você compre o ingresso para as atrações, principalmente para as imperdíveis com antecedência. No site (link) deles estão disponíveis todas as informações, horários e valores.A arquitetura deste lugar é unica e consegue reunir muito bem o melhor dos arcos e cores quentes que vem do árabe e o teto cheio de detalhes na cúpula da parte cristã. O passeio é realmente imperdível e entre tantas belezas de uma viagem por esta região, esta será dificilmente a mais bela de todas, mas ficará na memória, especialmente pelo lado simbológico.
Nem só de Mesquita-Catedral se vive Córdoba! A cidade que também tem muita influência judia, sendo chamada por alguns de a “Cidade das três culturas”. No bairro de “La Judería” ela encontra-se em seu ápice.

O melhor lugar da cidade para assistir ao por do sol é com certeza a ponte romana que atravessa o Río Guadalquivir e tem suas luzes acesas conforme o sol vai de despedindo e pintando o céu de todos os tons de rosa e lilás. Um simpático saxofonista tornou tudo ainda mais especial ao apresentar músicas clássicas, naquele momento que parecia ser um dia qualquer no passado.

Nesta parte da cidade também existem coisas interessantes para visitar como a Porta da cidade e o Alcazár dos reis romanos e a Igreja de San Augustín.

Jantamos em um restaurante, considerado um dos melhores da cidade. O Casa Pepe de la Judería (link) é super charmoso, com atendimento super atencioso e pratos que mesclam bem a cozinha tradicional da região com cortes de carne impecáveis. Durantes os meses de alta temporada, vale sim a pena reservar, quando fomos, estava bem tranquilo e fomos acomodados no jardim de inverno.

No dia seguinte, descobrimos outra ótima opção quando o quesito é gastronomia, o agradável Los Pátios de la Marquesa ( link). O lugar é uma miniatura do famoso Mercado de San Miguel em Madrid, ou, melhor, um pátio típico andaluz com uma variedade de restaurantes que vão de cortes de carne, comida mexicana, tapas à típicos pratos da região. Tudo em um ambiente super descontraído e que agrada a todos gostos. Almoçamos por lá e o lugar não estava lotado, mas na alta temporada deve ser melhor chegar mais cedo para evitar longas esperas ou até mesmo ficar de pé, coisa muito comum para os espanhóis, em especial na hora do happy hour.

Uma noite na cidade e dois dias inteiros renderam esse post, ou seja, é possível sim conhecê-la rapidamente e ter uma ótima ideia da atmosfera por ali, mas ficamos sim com um gostinho de quero mais e em uma próxima viagem à Espanha voltaremos para desvendar melhor cada parede florida e entrar em todas as lojinhas de azulejos. A cidade é uma graça e tem muita história para contar.Córdoba, até muito em breve! Nosso próximo post da viagem à Europa é sobre a fantástica Sevilha!

 

 

Comments

comments

Maria Alice & Rafael
hello@fastencitybelt.com.br

Um casal apaixonado pela aventura de ver o mundo com outros olhos, fotografar por outros ângulos e passear por lugares óbvios em busca do incomum. A ideia do site nasceu da união da profissão do Rafael como fotógrafo e das oportunidades de viagem que os estudos da Maria Alice proporcionaram, somado as viagens que sempre fizemos como hobby.